25 de jan de 2011

Strange Angels

Meu pai? Um zumbi.
Minha mãe? Morreu faz tempo.
Eu? Bem... Essa é a parte assustadora.


O Mundo Real é um lugar apavorante. Basta perguntar para Dru Anderson, uma órfã de 16 anos - garota durona que já acabou com sua parcela de bandidos. Ela está armada, é perigosa e está pronta para atirar primeiro e perguntar depois. Então, vai levar um tempo até que ela possa descobrir em quem confiar...


Dru Anderson se acha estranha por mais tempo do que é capaz de se lembrar. Ela viaja de cidade em cidade com seu pai, caçando coisas que nos aterrorizam à noite. Era uma vida bem esquisita, mas boa - até que tudo explode em uma cidade gélida e arruinada de Dakota, quando um zumbi faminto arromba a porta da cozinha. 


Sozinha, aterrorizada e sem saída, Dru vai precisar de cada pedacinho de sua esperteza e treinamento para continuar viva. Seres sobrenaturais decidiram ser os caçadores - e desta vez, Dru é a presa. Chance de sobrevivência? De pouca a nenhuma. Se ela não durar até amanhecer, acabou a brincadeira...

Strange Angels é mais uma série sobrenatural, com uma adolescente como personagem principal, com vampiros, lobisomens e até mesmo outras criaturas estranhas. Eu sei que alguns leitores (assim como eu) devem estar se sentindo saturados de histórias semelhantes, e acredito também que é por isto que estão sendo exploradas novas séries com anjos, para fugir um pouco do comum. Mesmo assim, resolvi ler esta história.

E foi surpreendente. Dru é uma garota de 16 anos, que não tem mais mãe, nem família. Seu pai persegue seres sobrenaturais para matar. Lembra um pouco o Supernatural. Eles mudam de lugar quase como mudam de roupa. E então um belo dia, seu pai morre e vira um zumbi. Seu melhor/único amigo vira um lobisomem e parece que todos os seres sobrenaturais da região a estão caçando.

Apesar do treinamento quase militar que seu pai lhe deu, das armas que tem e do conhecimento adquirido ao longo de suas andanças, Dru está com muito medo e isto foi o que me agradou. Ela não é uma mocinha heroína comum, ela é uma garota que só quer ser normal, e que nunca vai poder ser só normal.

Aguardo ansiosa a continuação desta série, porque muitas coisas ficaram pendentes. Apareceu um vampirão maligno, um vampiro gatinho, Dru descobre segredos sobre sua linhagem e, depois de uma batalha fantástica, ela é encaminhada para uma escola onde vai receber treinamento.

É eu sei, parece de novo com outras histórias, mas Lili St Crow consegue deixar a história diferente. E vamos aguardar as surpresas da próxima aventura de Dru, rezar para a editora não demorar muito a lançar o próximo e que Lili St Crow, apesar das semelhanças, consiga manter a história de Dru original.

3 comentários:

Aline disse...

Estou louca para ler esse livro, mas quero ler em inglês, ouvi muitas reclamações da tradução...mas fora isso está sendo bem elogiado.
Adorei a resenha!

Medéia disse...

Bom, como não vi ele em inglês, não sei como anda a tradução, mas sei que as vezes ela não é fiel ou não é adequada.
Eu não percebi nada ruim, mas comparando com o original em inglês, quem sabe?

Kézia Lôbo disse...

Na minha lista ha um tempinho e louca para ler.. adorei a resenha!