8 de fev de 2010

Tithe: FADAS OUSADAS E MODERNAS

Tithe – Fadas Ousadas e Modernas

Holly Black

Um conto de fadas moderno e fantástico. É a forma mais simples de descrever esta história que não é simples.
Kaye é a personagem principal da história. Uma adolescente de 16 anos que acompanha a mãe, uma pseudo roqueira mal sucedida. A mãe, além de mal sucedida, fuma, bebe e se envolve com os homens errados. Depois de apanhar do namorado, a mãe de Kaye e a Kaye voltam para a casa da avó em Nova Jersey, para dar um tempo.
Kaye passou sua infância na casa da avó com a mãe, por isso conhece o lugar e principalmente as pessoas, os adolescentes como ela que foram seu colegas e alguns seres sobrenaturais que ela acreditava terem ficado na sua infância.

Ao redor dela, coisas estranhas começam a ocorrer levando-a a ir em busca de quem realmente é. Logo ao voltar a Nova Jersey ele conhece e salva Roiben, um cavalheiro mágico, extremamente perigoso, mas que instiga a nossa “heroína”.
O reino das fadas surge naturalmente na história e Kaye enfrenta perigos e seres cruéis e violentos, que não se importam em usar os seres humanos ao seu bel prazer.

Não vou contar mais detalhes pois a graça de ler este anti-conto de fadas é descobrir aos poucos as surpresas que a autora descreve. Não é um terror, mas é uma história assustadora para crianças. Este conto de fadas moderno realmente é para adultos, com todos os defeitos e problemas de uma vida moderna: fumo, bebida, homossexualismo, violência, entre outras.
Não quero assustar ninguém, eu adorei a história. Mas esta é uma história de amor improvável e nem um pouco romântica. Não haverá pôr do sol ou luar maravilhoso, flores, estrelas ou músicas românticas.
Quando li, fiz um certo comparativo com outra adolescente famosa dos livros que também descobre o sobrenatural com a mesma idade de Kaye. Isto mesmo, estava pensando na melosinha da Bella de “O Crepúsculo”. Esquece!
Eu até gostei da série Twilight (tirando o último livro), mas Kaye é uma adolescente realmente problemática que não sabe muito sobre suas origens, vive uma vida não recomendável para sua idade e se apaixona por um vilão sobrenatural. É muito melhor que uma história que você já sabe o final mas não conhece o meio. Com a Kaye, você não sabe o meio e eu é que não vou contar o final para vocês. Vão ficar curiosas até o fim, como eu!!!!!!!!!
Para vocês, um trechicho do encontro de Kaye com Roiben:

— Você precisa tentar se manter acordado. – As bochechas de Kaye estavam tão quentes que a chuva gelada causava, na verdade, uma sensação bastante boa. – Você tem algum lugar para onde possa ir?

Ele balançou a cabeça. Tateando desajeitadamente na superfície ao seu redor, pegou uma folha e a esfregou contra o interior do peitoral de couro. Quando a retirou, ela estava tingida de um vermelho brilhante.

— Jogue isso no riacho. Eu... Há um cavalo das águas lá... Não estou certo de que conseguirei controlá-lo com esse temporal, mas isso pode ajudar.

Kaye balançou a cabeça com rapidez, apesar de não fazer idéia do que fosse um cavalo das águas, e fez menção de pegar a folha.

Ele não a deixou ir de imediato.

— Estou em divida contigo. Infelizmente não sei como te recompensar.

— Tenho algumas perguntas...

Ele deixou que Kaye pegasse a folha.

— Eu responderei a três, de forma tão completa e satisfatória quanto estiver ao alcance de meu poder.

Ela balançou a cabeça. Como num conto de fadas. Tudo bem. De qualquer forma, ela não esperava nada dele mesmo.

— Quando jogares a folha na água, diz: “Roiben da corte Indigna clama por seu socorro.”

— Devo dizer isso a quem?

— Apenas diz isso em voz alta.

Um romance denso e surpreendente, ALTAMENTE RECOMENDADO. Depois de ler um romancezinho chinfrim no desafio de janeiro, fevereiro foi fantástico. E eu acabei emendando o volume dois (que não é continuação, apesar de falar de alguns personagens do primeiro): Valiant, Fadas Ousadas e Modernas. Tão bom quanto o primeiro.
Estou louca para ler o próximo: Ironside.
Ah... eu pesquisei sobre o livro antes de ler e particularmente gostei mais da capa original do que da capa brasileira. Olha só:



 Na próxima postagem vou falar do Coraline, outro conto de fadas moderno que vale a pena ler.

14 comentários:

Aline Maziero disse...

Esse me parece um livro muito bom. Adoro livros de fantasia, pro desafio li DStardust e ainda vou ler A faca sutil. Adorei saber de mais essa dica. Bjo

Aline M. Gomes disse...

Já li Coraline. Acho q vc vai gostar. Eu gostei!!!!

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Medeia
Que legal a sua resenha. Ainda nao tinha ouvido falar sobre este livro. Eu tambem estou querendo ler Coraline. Beijos

Diana Bitten disse...

Nossa, eu realmente gostei da forma como fez sua resenha!! Mesmo eu não te conhecendo, parecia que estava ouvindo alguma das minhas amigas contando empolgadamente um livro. Muito bacana!

Fiquei completamente tentada a ler esse livro, o que deve ocorrer o mais brevemente possível.

Um abraço e até o próximo!

DaniNeves disse...

Adoooorei.
Adoro adolescentes problemáticos!!!
Beijos

Laís Doce disse...

Adorei sua resenha...me deu vontade de ler!! A e ja vi o filme Coraline e gostei bastante..bjs

Kézia Lôbo disse...

Achei interessante, e a resenha está otimo...
Fiquei com vontade ler...
E quanto a capa é mais legal mesmo, as vezes as capas do Brasil são muito sem graça...

Laura Schwartz disse...

Boa resenha! Obrigada!

Patrícia Lerbarch disse...

Simplesmente adorei sua resenha e fiquei interessadíssima em lê-lo.

Muito bom!

Nade disse...

Não conhecia este livro, mas parece ser muito bom, pois a sua resenha provocou esta vontade de ler já.
Bjs

Elisandra disse...

Nossa uma resenha bem elaborada parabéns, espero que logo eu possa ler esse livro. Bjus elis!!!!!!!

Cynthia Santos disse...

Você sabe deixar as pessoas curiosas!
Está na minha lista, acho que vou adorar este livro1
Beijo grande!

Cíntia Mara disse...

Gostei da sua resenha! Q bom q vc fez uma escolha acertada para fevereiro. Depois vou procurar saber mais sobre essa série (adoro séries).

Bjos

Carol disse...

Nossa! Um Anti-conto de fadas?? Parece interessante uma estória diferente sobre as fadas! Me interessei hehe bjs